Monday, February 14, 2005

"Cuida-te quando fazes chorar uma mulher...

"Cuida-te quando fazes chorar uma mulher, pois Deus conta as suas lágrimas. A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser espezinhada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual....debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada".

O talmud é realmente um poço de sabedoria...... mas desfazado dos nossos tempos!
É realmente uma frase bonita essa de não fazer chorar uma mulher, não a magoar... e seria perfeita não fosse o facto de na realidade as mulheres darem quase sempre mais valor e se interessarem mais pelos homens que as maltratam do que por aqueles q as veneram!!!
Uns são amigos.... outros são amantes!!! De que lado acham que um homem prefere estar?
E podem vir com a conversa habitual do: "Eu não sou assim..." mas se pensarem, seguramente que os homens por quem mais lutaram foram aqueles que pior as trataram... e os que melhor as trataram..... foram aqueles que pior trataram!!!
Fala a experiência de quem já esteve dos dois lados e sabe bem qual lhe trouxe menos sofrimento!!
Sou frio? Talvez!! Mas acima de tudo, sou realista!!

O talmud é um livro sagrado escrito por santos homens, em tempos longinquos... nós somos tão somente uns míseros pecadores!

5 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Epah eu naum sou assim....LOLOLOLOLOLOLLOL Mas o que tu dizes até tem alguma razão de ser. Posso não ter passado por muita coisa mas também sinto e vejo e ouço...
As mulheres são complicadas, mas os homens também não vêm com manual de instruções!!!
Há que haver um equilibrio!
***********
Gosto muito da maneira como escreves :)
Beijo
Pezinhu

February 14, 2005 at 5:47 AM  
Anonymous Jmbrilha said...

Entre o homem que sou e o que quero ser, deambulo sem sentido...
"A mulher foi feita da costela do homem... ... do lado para ser igual....debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada" esta é a mulher com quem quero casar, o homem que quero ser... Como homem que sou, não entendo as mulheres... Se as tratas bem, ou não o fizeste demais ou ainda foi pouco... Se as tratas mal o desprezo que as consome, desafia a sua natureza e o seu novo poder (eu posso, eu quero e eu mando) e tens tudo o que queres delas... O homem que sou procura a mulher ao lado, a mulher que me transforma no homem que quero ser...

February 14, 2005 at 5:49 AM  
Blogger @Metatron said...

É natural que quanto maior seja a afecção maior seja a dor quando dela nos vemos privados, e, geralmente é ao caminho mais difícil que damos mais valor, por isso não penso que seja tanto uma questão de “tratamento” como expões, tão-pouco uma questão de género, pois todos somos indivíduos conduzidos por ditames, com conjuntos de características especificas, particulares. Sendo mulher, é-me tão difícil prever as tuas acções, quanto as da minha semelhante; o coração é um guia, não é um mapa.
Ter o talmud como sustento para uma visão romântica das relações que vivemos, pode ser uma ficção, mas também pode ser plataforma para gozar do prazer de amar e da ilusão (ou não) de me querer amada de outra forma que não o modo “standart” dos nossos dias.
É um tema com pano para mangas…
Como dizia o outro “A tragédia deu-se quando só podia viver livremente, ou com o coração, ou com as tentações”.

February 14, 2005 at 11:13 AM  
Anonymous Anonymous said...

(guess who!?!?!)

Apologia do Amor!

Ainda que escrito há mt, mt, mt (tanto) tempo... as palavras de homens santos ou sábios são intemporais...

Concordo ctg qd dizes que as mulheres sofrem por quem não devem e quando não devem... normalmente por alguém que não as quer e sobretudo quando elas se mostram mais vulneráveis... aproveito para acrescentar que isso não se verifica só nas mulheres... no limite, é um mal do ser humano... É que, na minha opinião, a regra aplica-se também aos homens... como tu próprio dizes... já passaste pela mesma situação! Todos já sofremos horrores por quem não nos queria e não merecia as nossas lágrimas... mas se pararmos para pensar... talvez já tenhamos causado o mesmo tipo de sofrimento...

Independentemente de tudo, "I believe in love" e "the greatest thing you will ever learn is just to love and be loved in return"...

E sabes que mais??! É tão bom amar...
E não acho que sejas frio... no limite, já n te lembras como é bom amar a sério... aquele sentimento que te completa, aqele sentimento q te faz de alguém sabendo esse alguém teu, aqela ausência consentida, aqele saberes a pessoa lá...
Lê uns livros, talvez te inspirem... ou então fala c quem ainda se lembre do que é o Amor e como ele nos faz sentir bem...
não te limites ao rótulo de "mísero pecador"... poderás continuar a "pecar" c a pessoa que Ames... eu continuo em busca da minha Outra Parte... e sei q a vou encontrar!! ;)

March 7, 2005 at 9:52 AM  
Anonymous Anonymous said...

Provavelmente sou suspeita para falar... mas digo-te que essa situação acontece por alguma razão, nada acontece por acaso. Tanto as mulheres como os homens procuram sem encontra alguém que os faça sentir vivos, no entanto o ser humano nunca está completo e por isso passa a vida a cair em ratoeiras criadas pelas suas prórias inseguranças.

August 17, 2005 at 6:34 PM  

Post a Comment

<< Home